Ceará tem seis casos suspeitos de sarampo em crianças, e governo decide antecipar imunização do público infantil; veja nova data

Em 2022, 18 casos foram notificados por suspeita da doença, mas dois terços já foram descartados. Com isto, a imunização contra o sarampo e também a da influenza foi adiantada para 20 de abril.

Ceará tem seis casos suspeitos de sarampo em crianças, e governo decide antecipar imunização do público infantil; veja nova data
Foto: Breno Esaki/Saúde-DF

O Ceará investiga seis casos suspeitos de sarampo em crianças em cinco municípios. A informação foi repassada pela Secretaria da Saúde estadual (Sesa) nesta quarta-feira (13). Por isso, o governo decidiu antecipar a imunização do público infantil contra a doença. A campanha inicia na próxima segunda-feira (20) e também inclui a vacina contra influenza.

Fortaleza já começou a vacinar o público entre seis meses e cinco anos incompletos de idade contra sarampo e influenza nesta terça-feira (12), por conta do aumento do atendimento a crianças com síndromes gripais. A capital possui dois casos suspeitos de sarampo; os outros municípios são Marco, Caucaia, Maranguape e Trairi, com um caso cada.

Municípios cearenses que notificaram casos suspeitos de sarampo em 2022. — Foto: Sesa/Reprodução

Municípios cearenses que notificaram casos suspeitos de sarampo em 2022. — Foto: Sesa/Reprodução

A imunização deste público começaria apenas no dia 2 de maio, mas o governo estadual antecipou a campanha após o registro de um surto de influenza em abril. A Sesa informou ainda que 21 municípios estão com risco alto de reintrodução do sarampo, por conta da densidade populacional, perfil turístico, entre outros fatores.

A campanha de vacinação infantil contra o sarampo e influenza segue até o dia 3 de junho, mas vai ocorrer um dia D, no próximo dia 30 de abril. A decisão da antecipação aconteceu após uma reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB-CE) com a Sesa e gestores municipais da Saúde.

 

A antecipação considerou dois fatores principais: os riscos da volta da circulação do sarampo no Brasil e a sazonalidade do período chuvoso no Ceará, que tem ocasionado um crescimento no número de atendimentos pediátricos por síndromes gripais nas unidades de saúde do estado, principalmente na Região Metropolitana de Fortaleza e no Cariri.

Distribuição do casos de sarampo no Ceará entre 2018 e 2022. — Foto: Sesa/Reprodução

Distribuição do casos de sarampo no Ceará entre 2018 e 2022. — Foto: Sesa/Reprodução

“É uma faixa etária bastante vulnerável à mudança do tempo e temos observado chuvas intensas no Estado neste ano. Por isso, nosso objetivo é não esperar o começo de maio e já começar a vacinar essas crianças”, argumenta a secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Ricristhi Gonçalves.

 

A Sesa enviou ofício ao Ministério da Saúde (MS) nesta semana para comunicar a decisão de antecipar a vacinação nas crianças. O Ceará tem 540.618 pessoas com idades entre seis meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Por: g1 CE