Casos de Covid-19 mais que triplicam em Juazeiro do Norte no começo de junho

Número de pessoas infectadas aumenta gradativamente desde o começo deste mês, mas cidade continua em estabilidade de óbitos

Casos de Covid-19 mais que triplicam em Juazeiro do Norte no começo de junho
(foto: Camila de Almeida)

O número de casos confirmados de Covid-19 em Juazeiro do Norte, maior cidade do Interior cearense, mais que triplicou nos primeiros dias de junho. Segundo a Secretaria de Saúde do Município (Sesau), entre o dia 1º e esta quarta-feira, 8, os diagnósticos positivos para a doença saltaram de 38 para 151, perfazendo média diária de 16 novos registros. Apesar do aumento, não houve óbito em decorrência da infecção durante o período analisado. 

 

A rede de assistência hospitalar do município também continua operando em situação estável, mesmo com o crescimento de casos. Dos 152 pacientes infectados, apenas dois estão internados em unidades de saúde, ambos em leitos de enfermaria. Os outros 149, com sintomas leves, se recuperam da doença em isolamento domiciliar. 

O número de casos de Covid-19 em Juazeiro do Norte estava em queda progressiva desde o começo do ano. Em janeiro, o município havia registrado cerca de 6,8 mil casos. No mês seguinte, o indicador caiu para 5,1 mil. Continuando a tendência de redução, foi para 225 em março e apenas 10 em abril. A estatística voltou a oscilar para cima em maio, que fechou com 38 registros, e segue crescendo em junho, que já tem 114 confirmações.

Desde o registro do primeiro caso da doença no município, no dia 19 de março de 2020, cerca de 48,6 mil pessoas testaram positivo para o novo coronavírus na cidade. No mesmo período, a infecção causou 702 mortes. Já o número de pacientes recuperados chega a 47,9 mil, ou 98% do universo de casos confirmados. A última morte por Covid-19 na cidade ocorreu há mais de dois meses, no dia 6 de abril. 

Para a titular da Sesau, Francimones Rolim, o amento na taxa de contaminação é resultado da combinação de dois fatores. "A gente atribui isso às aglomerações que vêm acontecendo, nas festas, e à baixa cobertura de terceira dose [da vacina contra a Covid-19]", afirma. De acordo com a Secretária, cerca de 70 mil pessoas imunizadas com a segunda dose ainda não procuraram os locais de vacinação para receber a terceira aplicação. 

Para evitar uma nova onda de infecções, o município aposta na ampliação da testagem e controle de casos suspeitos. "Estamos disponibilizando três tipos de exames: o swab antígeno, teste rápido e o RT-PCR. Também emitimos uma recomendação às Unidades de Saúde da Família com relação à triagem das síndromes gripais, para fazer encaminhamento dos casos suspeitos", detalhou Rolim, acrescentando que, mesmo diante da alta de casos, a pandemia está "sob controle" em Juazeiro do Norte.

Vacinação

A estabilidade no número de mortes mesmo com o aumento dos casos confirmados de Covid-19 revela a importância da vacinação na prevenção aos casos mais graves da doença. Em Juazeiro, cerca de 92% da população, que gira em torno de 276 mil pessoas, já recebeu pelo menos uma dose do imunizante. Já em relação à segunda dose, a cobertura chega a 88%. Os números são satisfatórios, mas, no geral, o alcance do processo de vacinação está abaixo do esperado pela Sesau. 

A maior preocupação da pasta é com o desinteresse de parte da população pela dose de reforço. Até agora, cerca de 60% do público alvo foi vacinado. "Conclamo à população que compareça aos postos de saúde para tomar a terceira dose", pede a secretária. No município, a terceira aplicação da vacina está disponível para pessoas a partir de 12 anos. Já a quarta dose, para quem tem mais de 50 anos. O intervalo entre uma aplicação e outra é de quatro meses. 

Pandemia em Juazeiro do Norte

Total de casos notificados: 180.438

Casos confirmados: 48.814

Total de suspeitas descartadas: 131.624

Total de mortes: 720

Total de recuperados: 47.961

Total de casos ativos: 152

Total de casos suspeitos: 0


Por: Opovo Online