Após mais de 70h, bombeiros resgatam corpo de mulher que caiu em cacimba em Juazeiro do Norte

Sônia Cristina Pereira da Silva, 48 anos, não sobreviveu aos ferimentos

Após mais de 70h, bombeiros resgatam corpo de mulher que caiu em cacimba em Juazeiro do Norte
Foto: Edson Freitas

O corpo de bombeiros resgatou na tarde deste domingo (27) o corpo de Sônia Cristina Pereira da Silva, 48 anos. A mulher havia caído em cacimba desativada na última quinta-feira (24) e teve o corpo localizado neste domingo, em Juazeiro do Norte, região do Cariri cearense. 

ATUALIZAÇÃO às 15h44: Inicialmente, houve a informação de fonte oficial dos Bombeiros sobre o resgate ter sido concluído no final da manhã. No entanto, segundo o coronel do Corpo de Bombeiros, Agnaldo Viana, o resgate só foi efetivado após as 15h.

Na manhã de hoje, uma equipe de 21 bombeiros retomou a retirada do barro e entulhos da área. De acordo com o coronel do Corpo de Bombeiros, Agnaldo Viana, o corpo foi avistado por volta de 14h15 deste domingo. Os bombeiros, então, iniciaram um trabalho de içamento.

"A maior dificuldade que nós tivemos inicialmente foi a tampa da cacimba, depois foi a chuva, depois o material para dar segurança aos nossos bombeiros e, depois, tivemos a situação de que o local que estávamos era muito limitado, cercado de casas. Nós tínhamos 3 m² para poder trabalhar e fazer a remoção do material e depois içar o corpo", detalhou o coronel.

Resgate

Foram mais de 70 horas de operação, que contou ainda com reforço de uma equipe especializada em resgate em estrutura colapsada enviada de Fortaleza. 

 

O resgate à vitima foi demorado porque os bombeiros tiveram dificuldade de acesso, a estrutura da cacimba estava em colapso e as chuvas prejudicaram o trabalho

Legenda: O resgate à vitima é demorado porque os bombeiros tiveram dificuldade de acesso, a estrutura da cacimba estava em colapso e as chuvas prejudicaram o trabalho

Foto: Edson Freitas

 

O corpo, já em estado de decomposição avançada, estava a aproximadamente 25 metros de profundidade. Para resgatá-lo, os bombeiros tiveram que cavar entre 6 e 7 m³. No sábado (26), o Corpo de Bombeiros Militar do Estado (CBMCE) confirmou que a mulher não sobreviveu, mas a lama no local dificultava a localização exata.

Conforme coronel Agnaldo, as casas ao redor estão isoladas e a Defesa Civil irá realizar perícia. A cacimba onde ocorreu o acidente deve ser aterrada, por trazer risco para a população. 

Acidente

Sônia e a cunhada Edilânea Moreira, de 38 anos, tiravam roupas do varal quando caíram na cacimba desativada, conforme relato de Maria Pereira, irmã de Sônia. "Meu pai que desativou  a cacimba e colocou a tampa", lembrou.

 

Vítimas

Legenda: As duas mulheres caíram na cacimba ao retirar roupas do varal, como contou familiar

Foto: Arquivo pessoal

 

Os bombeiros atuam no local desde às 14h da quinta-feira (24), na casa localizada no bairro Santa Tereza, em Juazeiro do Norte. Edilânea Moreira foi resgatada na sequência, por volta de 17h, e levada ao Hospital Regional do Cariri (HRC). Na queda no poço, ela quebrou o braço e o fêmur

Em razão da chuva na região, os trabalhos de busca chegaram a ser suspensos na noite de quinta-feira e foram retomados na manhã de sexta (25). 

Por Diário do Nordeste